Quando um alpinista se propõe a chegar no topo da montanha, ele necessita de conhecimento, preparo físico e mental, estratégias, treinamento, além de disciplina, persistência, força, foco e predisposição. Ninguém nasce alpinista. Você pode aprender a escalar em algum momento da sua vida. Assim é a busca da Liberdade Financeira.

Da mesma forma, ninguém nasce rico. Você aprende a administrar riquezas ao longo da vida. Não nasce sabendo, mesmo se nasceu em berço de ouro. Mas você pode adquirir bons ou maus hábitos financeiros ao longo da vida com seus pais, parentes e amigos.

Você pode estar se perguntando: “E se eu nasci em uma família rica?” Saiba que riqueza é, também saber administrar o patrimônio. Se você nasceu em uma família rica e não aprendeu a administrar seu patrimônio, corre sério risco de perder sua fortuna. Isso não é muito comum ocorrer, pois em alguns casos, os pais fornecem boa educação financeira aos filhos. Em grande parte dos casos, transferem para eles crenças enriquecedoras.

Dinheiro não é o mesmo que riqueza. É consequência dela. Riqueza vem de dentro para fora e nunca de fora para dentro. A prova disso é o imenso número de casos de pessoas que ganham na loteria e perdem tudo o que ganharam em pouco tempo. É preciso que sua sua programação mental, suas crenças estejam condicionadas para a riqueza. A partir daí, essas crenças geram pensamentos, sentimentos e ações de riqueza. 

Quando você tem hábitos financeiros negativos, pode estar precisando de uma modificação profunda. Muitas vezes é necessário desaprender para depois aprender algo novo. Desapegar das suas crenças de consumismo que levam ao endividamento, por exemplo. É como se você quisesse formatar um HD para inserir novos arquivos. Nesse caso, estes novos arquivos mentais são novas crenças poderosas sobre educação financeira e enriquecimento.

Um bom começo é estudar como os ricos pensam e se comportam. Eles estudam muito e estão sempre abertos a aprender coisas novas. Desenvolveram o hábito da leitura e do aprendizado constante. A maioria leva uma vida sem grandes extravagâncias. Em muitos casos, têm  dinheiro para comprar um carro esportivo de luxo, mas preferem andar por aí com um carro de R$40.000,00, por exemplo. O que você vê é somente a ponta do iceberg, uma vez que eles preferem comprar ativos do que passivos e desenvolvem o hábito de poupar dinheiro e investir dinheiro. Os ricos valorizam mais experiências do que o consumo de coisas físicas.

Se você deseja alcançar a liberdade financeira, precisa desenvolver bons hábitos financeiros. Não vai ser consumindo supérfluos durante a vida com o suor do seu salário que você se tornará rico.

O nosso cérebro funciona à base de repetições. Quanto mais você treinar seu cérebro a poupar e investir, mais esse hábito se fará presente na sua vida. Se você é consumista, seu cérebro está habituado a consumir supérfluos. Você pode passar de consumidor compulsivo a poupador saudável, quando deixa de consumir supérfluos e passa a comprar ativos geradores de renda como títulos públicos, títulos privados (LCI, LCA e CDBs), ações, debêntures, etc…

Muitas pessoas tem a mente condicionada por crenças que limitam seu crescimento e que as impede de ser ricas. Acreditam que basta possuir uma boa formação em Engenharia ou medicina ou um bom emprego bem remunerado e estável que já são prósperas.

Por exemplo, não adianta ser médico renomado, com diploma e pós graduação no exterior sem investir em educação financeira. Muitos gastam tudo o que ganham. Por mais que ganham. Se esse é o seu caso, você tem que desenvolver o hábito de poupar e investir uma parte da sua renda.

Veja, a seguir 10 dicas importantes para você alcançar a liberdade financeira:

1) Ganhar mais, poupar mais, investir melhor e gastar menos

Colunas da Torre Eiffel simbolizando os alicerces da riqueza: Renda, Poupança, Investimentos e simplificação.

Não basta somente ganhar mais, poupar mais, ou investir melhor. Uma combinação destes 3 fatores juntamente com a simplificação do seu padrão de consumo irá colaborar para alcançar seus objetivos financeiros mais rapidamente. Dessa forma, assim como os 4 pilares de uma torre cumprem a função de fornecer sustentação, equilíbrio e estabilidade, renda, poupança, investimentos e simplificação funcionam como verdadeiros alicerces para a construção de riquezas.

Também é importante não se contentar por muito tempo tempo com um salário fixo de um emprego estável. Ao mesmo tempo que poupam, as pessoas devem se questionar sobre o que podem fazer para aumentar a sua renda, sem aumentar o padrão de consumo. Muitas pessoas ao dobrar o seu faturamento, logo trocam de carro ou se mudam para um casa mais confortável. Isso é aparecer sem enriquecer enquanto empobrecem.

2) Pague-se primeiro

Cofre de porquinho rosa com moedas, representando a importância de pagar-se primeiro.

 

Se você poupa  o que sobra dos seus gastos mensais, investindo no último dia do mês está fazendo a coisa errada. Muita gente paga primeiramente o aluguel, a prestação do carro, ou o financiamento da casa própria. Tão importante quanto pagar aluguel é pagar-se primeiro, poupando e investindo para sonhos futuros. Quando você se paga primeiro, passa a dar mais importância para seu dinheiro investido e percebe que precisa de disciplina. Pagando-se primeiro, você vai perceber que outras contas poderiam simplesmente não existir, como o financiamento do carro. Talvez você possa ter um carro de menor valor, sem financiamento. Quando você se paga primeiro, você paga juros sobre juros para si mesmo e não para os bancos.

Se você quer alcançar a liberdade financeira, precisa desenvolver o hábito de poupar antes de gastar. Você pode reservar um percentual da sua renda mensal para poupar e se pagar primeiro. Pode ser 10, 20, 30 ou 40% da sua renda, Reserve algum destes percentuais todos os meses. As contas e demais despesas devem se encaixar no percentual de sobra restante.

Pagar-se primeiro, segundo Warren Buffet, um dos homens mais ricos do mundo é:

“Não poupe o que sobra dos seus gastos, mas gaste o que sobra de suas economias”.

3) Foque na construção de ativos e não somente em salários

Xícara de café e computador ao lado mostrando gráficos de investimentos, fundamentais para conquistar a Liberdade Financeira.

Se você focar somente na sua renda, você poderá começar a correr em  falso, trabalhando para pagar contas e construir patrimônio para os outros. Você também precisar tomar cuidado com a procrastinação quanto à poupança. Ou seja, “empurrar com a barriga “o hábito de poupar, deixando para amanhã. Muitas pessoas dizem: “Quando eu conseguir um aumento de salário, vou começar a poupar.” ou “Depois de eu quitar minhas dívidas vou começar a poupar”. Você pode poupar para quitar suas dívidas o mais rápido possível e ainda prever uma sobra que ficará investida para o incentivar a continuar poupando e investindo. Já ouvi coisas como ” Vou esperar acabar de decorar a casa com quadros e lustres para depois poupar e investir”. Isso não dá certo. Procrastinar hoje vai gerar mais procrastinação amanhã.

Quando você constrói um balanço patrimonial pessoal, listando e quantificando os seus ativos e passivos, isso o estimulará à alcançar metas que são partes integrantes dos seus objetivos.

Por exemplo, ao alcançar a meta de acumular R$50.000,00 em ativos de renda fixa, você ficará estimulado a continuar poupando e investindo continuamente por causa dos resultados positivos que você obteve, além de conseguir ver a mágica dos juros compostos trabalhando a seu favor. Se você não consegue iniciar uma poupança e seu quer consegue acumular R$10.000,00, não conseguirá acumular patrimônio. O importante é começar a poupar e investir, mesmo que seja R$200,00 por mês, mas é fundamental desenvolver o hábito. Com o tempo, você pode pensar em poupar e investir 20, 30 ou 40% de seus rendimentos. Quanto mais cedo você começar a investir, melhor. Há excelentes oportunidades de investimentos no Brasil que ganham da inflação e da caderneta de poupança, como você pode ver aqui.

4) Sua zona de conforto dificilmente vai te levar para a liberdade financeira

Homem saltando entre pedras ao entardecer, representando saída de sua zona de conforto rumo à liberdade financeira.

Nossa mente é naturalmente programada para nos proteger, ela nos mantém na nossa zona de conforto, seguros e protegidos. A evolução humana nos ensinou a caçar e plantar o que é necessário para sobrevivermos. Não vivemos mais na idade da pedra polida. Devemos sair da zona de conforto e inventar a roda da nossa vida. Você precisa aprender a criar o seu futuro e se responsabilizar por ele.

Nosso conforto não deve consumir toda a nossa renda. Também não devemos nos acomodar somente com um salário garantido no fim do mês. A Grande maioria das pessoas prefere vender seu precioso tempo em troca de salários e assim entregar um valor maior aos seus empregadores, o que justifica seus empregos. Ir além é não se contentar apenas com uma fonte de renda limitada e muitas vezes insuficiente para quem vive nos grandes centros urbanos. Ir além é se questionar enquanto você é grato pelo que tem hoje, mas sabendo que pode receber uma renda maior por realizar um trabalho que possa impactar positivamente a vida do maior número de pessoas possível, com honestidade, oferecendo produtos ou serviços de qualidade.

Os ricos correm mais riscos. não costumam ficar isolados em suas zonas de conforto. Vivem com o desconforto do desconhecido e em incertezas. Mas agem. Colocam em prática, testam e medem. Quanto maior o risco, maior o lucro.

5) Questione-se e aprenda com quem chegou lá (ou está no caminho certo)

Pilha de livros com um óculos de sol em cima, em uma praia

Leia livros, faça cursos e participe de seminários. Aprenda a ser rico. É possível. O conhecimento divide as pessoas que têm das que não tem. Se você tem dívidas é por que há algo que você não sabe. Se soubesse, haveria comprado à vista.

O conhecimento gera poder, que gera ação, que gera resultados. Agir com foco e conhecimento é criar o futuro.

Você pode aprender como poupar mais, como ganhar mais e como investir melhor.

Quanto mais você aprender, mais estará próximo de realizar seus sonhos e de conquistar a liberdade financeira.

Muitas pessoas são arrogantes ao ponto de acreditarem que sabem tudo. Outras chegam ao ponto de menosprezam o conhecimento de outras pessoas. Infelizmente podem perder oportunidades de aprendizado. São os chamados céticos ou “donos da verdade”. Para saber mais sobre os donos da verdade, visite o artigo clicando aqui. 

6) Trabalhe no que te dá prazer

Mulher trabalhando em seu notebook, enquanto bebe chá.

Se você trabalha em algo que você faria até sem receber, por prazer está no caminho certo, desde que esteja criando riquezas para você e não para os outros. Muitas pessoas são empregadas de empresas privadas e não há nada de errado nisso. Mas se você é empregado e ama o que faz, merece receber bem por isso. Se não recebe um bom salário, analise a possibilidade de abrir seu próprio negócio com segurança. Faça cursos de empreendedorismo, gestão e liderança antes. Também construa uma reserva pessoal de emergência suficiente para sua sobrevivência por algum tempo. É muito mais fácil construir renda considerável quando você é o dono do seu negócio.

Você também pode considerar a hipótese de manter-se no emprego e trabalhar parte do tempo no que gosta.

Pessoas de sucesso são geralmente empreendedoras e amam tanto o que fazem que trabalhariam até na praia. Ma cuidado, deve reservar tempo suficiente para o lazer e ócio criativo. Recarregar as baterias é fundamental.

7) Administre seu tempo de forma inteligente

Homem administrando seus horários no celular, fundamental para quem quer conquistar a liberdade financeira.

Temos somente 24 horas por dia. Não importa se somos ricos ou não. Tempo é como uma corrida de Rally. Você começa com a pontuação total e vai perdendo seu pontos ao longo do percurso. Quem desperdiçar menos, ganha. Disciplina para administrar seu tempo é requisito para o sucesso. Cultive bons hábitos diários. Se você passa muitas horas por dia diante da TV, troque a TV por livros e cursos. É necessário tempo para aprender, trabalhar e se divertir. Também seja pontual.

Para quem trabalha nos grandes centros urbanos, e mora distante do trabalho, sobra menos tempo por dia por causa do deslocamento diário. Estude a hipótese de deixar o carro na garagem e ir trabalhar de ônibus e nesse trajeto, ler um bom livro, se possível. Com certeza, você vai ganhar dias vezes. Enquanto economiza combustível e desgaste do veículo, adquire o maior ativo: conhecimento.

8) “Diga-me com quem tu andas, que eu digo quem tu és”

duas amigas conversando deitadas sobre uma caminhonete velha. Nossas amizades podem afetar nosso resultado na busca da liberdade financeira.

Se você quer ter sucesso financeiro, é bom dar uma olhada ao ser redor e avaliar suas amizades. É muito bom ter pessoas positivas, determinadas e de sucesso por perto. Isso não é ser interesseiro, é ser seletivo e demonstrar amor próprio. Mas ter pessoas negativas e com crenças limitantes pode influenciar sua vida. Você não precisa se afastar totalmente, mas pode se blindar contra pensamentos ruins e maus hábitos. A nossa vida é, em geral, a média da vida das 5 pessoas com as quais mais convivemos e isso se dá de forma quase imperceptível para nós, mas se manifesta claramente nos resultados.

Você não tem o poder de mudar as pessoas. Cada um deve ser responsável por si. Você pode mostrar exemplos de bons hábitos financeiros, mas isso não é nenhuma garantia de aprendizado. Se sua namorada ou namorado é consumista você pode dar conselhos e mostrar o caminho da educação financeira, como por exemplo, recomendando a leitura de um artigo do Investmeta.

Caso não seja possível, deve-se respeitar a forma de pensar desta pessoa e se blindar contra o consumismo dela. Não permita que a falta de Educação Financeira dos outros abale suas economias. Isso não é problema seu.

9) “Tenha objetivos claros e audaciosos na sua mente”

Arranha-céu com vidros espelhados e céu com nuvens ao fundo. Representa a clareza de intenção na busca da Liberdade Financeira.

Trace objetivos claros e audaciosos e sinta como se você estivesse dentro do apartamento ou do carro esportivo que sonha comprar. Alimente seus sonhos. Mas atenção: não vale antecipá-los por meio de empréstimos e financiamentos. Dessa forma você estaria empobrecendo enquanto sai com um carro esportivo 0 km da concessionária. É importante se sentir rico.

Estabeleça objetivos e metas claras antes mesmo de elaborar um planejamento financeiro no papel em em planilha no computador. Dessa forma você estará criando o seu futuro. Você passa a se movimentar na direção de buscar mais renda, enxugar gastos desnecessários e aprender mais sobre investimentos.

Para você alcançar a Liberdade Financeira, você precisa se comprometer com isso, levar  a sério, ter foco, imersão no aprendizado, garra, coragem, perseverança e muita disciplina. O topo da montanha pertence aos melhores. Pessoas que alcançam suas metas e objetivos são pessoas que sabem o que querem. Elas tem foco direcionado. Objetivos claros e trabalham todos os dias pensando na cereja do bolo. Pensado em chegar onde poucos chegam. Pessoas que não sabem o que querem dissipam seu foco se autossabotando e procrastinando. Você é o rio no caminho da montanha e é também a ponte que transporá este rio.

10) “Estabeleça prêmios para metas alcançadas”

Bangalôs rústicos em meio às águas azuis de uma praia. Representam uma viagem como prêmio por se alcançar metas no caminho da Liberdade Financeira.

É essencial celebrar no meio do caminho. Ninguém é de ferro e é saudável celebrar metas alcançadas, que nada mais são do que frações do objetivo como um todo.

Por exemplo, vamos supor que seu objetivo seja chegar ao primeiro milhão em 15 anos. Ao conseguir acumular os primeiros R$50.000,00 faça uma pequena comemoração. Celebre com quem você ama e confia. Faça uma pequena viajem no valor de R$ 1.500,00. Provisione separadamente valores ao longo do tempo para esta viagem. Não mexa no capital destinado aos objetivos. Enquanto poupa e investe para atingir a meta de R$100.000,00 acumulados em ativos, provisione valores mensais para fazer uma viagem maior. Quando atingir R$100000,00 você poderá fazer uma viagem de R$4.000,00. Mas isso não significa que você irá ficar com R$95000,00 depois da viagem, por que você poupou separadamente para estes pequenos prêmios. Cuidado com dívidas no cartão de crédito com estes prêmios. Eles devem servir para te estimular a continuar poupando e investindo.

Conclusão

Quando uma série de comportamentos edificantes se transformam em hábitos, o indivíduo cresce e se torna mais livre, independente e poderoso. Se você tem conhecimento nas mão tem poder de escolha ao aplicar na prática o que aprendeu.

Ficar rico e conquistar a Liberdade Financeira não é coisa de outro mundo, mas você precisa querer de verdade. Isso pode levar anos, mas exige a elaboração de um bom planejamento que vai desde a criação de fontes rentáveis de entrada de recursos por meio do seu trabalho até o desenvolvimento da inteligência financeira, que o fará investir seu dinheiro poupado de forma consciente.

Se você está lendo este artigo e encontra-se desempregado ou ganha pouco, saiba que o maior investimento é no desenvolvimento de novas habilidades profissionais, como liderança, gestão, empreendedorismo, dentre outros. Por isso, caso que você ganhe R$1500,00 líquidos por mês, saiba que o maior dos investimentos é na sua educação. Mesmo ganhando pouco, poupe uma boa parte do seu salário para investir em cursos de capacitação profissional e livros que possam possibilitar a você alcançar uma renda maior, ao mesmo tempo você pode optar por congelar seu padrão de consumo durante anos até alcançar seus maiores objetivos.

Continue se dedicando à Educação Financeira. Acompanhe nossas publicações semanais.

Achou interessante?

Então deixe um comentário e compartilhe este artigo com seus amigos e familiares, clicando nos botões das redes sociais logo abaixo.

Até a próxima.

 

Fábio Moraes

Um artigo sobre Educação Financeira

, , ,

2 comentários

  • Jemerson 18/09/2016 em 14:27

    Texto formidável, muito motivador!

  • Fábio Moraes Jemerson 19/09/2016 em 21:14

    Olá, Jemerson! Que bom que você gostou. A idéia dos artigos que escrevo é incentivar as pessoas a desenvolverem-se de modo que possam ir muito além do potencial que possuem hoje. Muito obrigado.