Sobre

Dizem que os melhores atletas de hoje, no passado foram um verdadeiros desastre nos seus esportes. Isso costuma ser muito comum na vida. Devido à persistência, perseverança, fé, disciplina, foco e motivação, conseguiram se superar. E comigo não foi diferente. Passei anos da minha vida acreditando que um bom emprego, seguro e com benefícios era suficiente para uma vida próspera e abundante. Passei alguns anos me autossabotando, motivado pelo imediatismo e facilidades do consumo. Já fui endividado e em determinada fase da minha vida me vi sem saída, com dívidas astronômicas e sem perspectiva. Tentava corrigir o problema diretamente nos frutos que eu colhia, tentando controlar os meus gastos por meio de planilhas financeiras, mas não me preocupava com as raízes do problema, que eram as minhas crenças sobre dinheiro e prosperidade. Como resultado, as planilhas simplesmente não funcionavam e só deixei de gastar mais do que ganhava para gastar tudo o que ganhava.”Grande avanço!”

A descoberta da Educação Financeira, em 2014 mexeu muito comigo. Foi quando percebi que o problema não estava nos frutos, mas sim nas raízes, nas minhas crenças sobre dinheiro e prosperidade. A partir daí a minha motivação foi intensa, atraí o conhecimento de uma maneira muito rápida para a minha vida. Percebi que o mais importante dos investimentos é na educação (no meu caso, educação financeira). Não tenho vergonha nenhuma em dizer isso, pois nunca é tarde para começar de novo da forma certa. No passado, achava que ter um carro de luxo era sinônimo de status, mesmo que este carro tivesse sido comprado financiado e por meio de pagamento de juros, ou seja, empobrecendo. Hoje, sou rico em conhecimento, o que é mais importante. Ter dinheiro é resultado de enriquecimento interior, maior, resultado de merecimento, algo que primeiro te faz ser um ser humano generoso e bondoso, com boas qualidades e inteligências em busca de maior liberdade na vida.

Sou formado em Engenharia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro desde 2005 e se passaram 9 anos até ter o choque de realidade trazido pela Educação Financeira. Passei os primeiros anos da minha vida profissional movido pelo consumismo e pelo imediatismo incentivados pelo “Sistema”. A partir de 2009, comecei a passar em alguns concursos públicos e posteriormente passei a trabalhar em uma grande empresa pública do setor elétrico brasileiro.

Após este período, a ficha caiu com força e em 2015 decidi me dedicar ao incentivo e disseminação da Educação Financeira, com o objetivo de “abrir os olhos” das pessoas comuns para uma nova vida, em que suas qualidades e crenças poderiam ser direcionadas a favor do seu desenvolvimento pessoal.

Com isso procuro beneficiar o maior número possível de pessoas, por meio da busca do conhecimento, veículo que as levará a entender que nem sempre o que é comum nosso meio é o normal, o certo, o que deve ou deveria ser feito em prol de sucesso.

O conhecimento é o único caminho que pode te levar a um enriquecimento próspero e duradouro, sendo assim, não espere por oportunidades. Crie oportunidades.

Boas leituras!

Fábio Moraes